Views

Histats

Vitrine

Banco de Dados um pequeno resumo - A Short Databases´s history


MySQL
O MySQL é um dos sistemas de gerenciamento de banco de dados mais populares que existe e, por ser otimizado para aplicações Web, é amplamente utilizado na internet. É muito comum encontrar serviços de hospedagem de sites que oferecem o MySQL e a linguagem PHP, justamente porque ambos trabalham muito bem em conjunto.

Outro fator que ajuda na popularidade do MySQL é sua disponibilidade para praticamente qualquer sistema operacional, como Linux, FreeBSD (e outros sistemas baseados em Unix), Windows e Mac OS X. Além disso, o MySQL é um software livre (sob licença GPL), o que significa que qualquer um pode estudá-lo ou alterá-lo conforme a necessidade.
 MySQL surgiu na Suécia pelas mãos de três colegas: Allan Larsson, David Axmark e Michael Monty Widenius. Trabalhando com base de dados, eles sentiram a necessidade de fazer determinadas conexões entre tabelas e usaram o mSQL para isso. Porém, não demorou para perceberem que essa ferramenta não lhes atendia conforme o necessário e passaram a trabalhar em uma solução própria. Surgia então o MySQL, cuja primeira versão foi lançada no ano de 1996.

Um fato importante a ser destacado sobre o MySQL é que esse SGBD também possui uma licença comercial, isto é, paga. A MySQL AB, empresa que o desenvolve e que o distribui, oferece suporte diferenciado a quem estiver disposto a pagar por isso.

POSTGRESQL
O sistema gerenciador de banco de dados PostgreSQL teve seu início na Universidade de Berkeley, na Califórnia, em 1986. À época, um programador chamado Michael Stonebraker liderou um projeto para a criação de um servidor de banco de dados relacionais chamado Postgres, oriundo de outro projeto da mesma instituição denominado Ingres. Essa tecnologia foi então comprada pela Illustra, empresa posteriormente adquirida pela Informix. Porém, mesmo diante disso, dois estudantes de Berkeley (Jolly Chen e Andrew Yu) compatibilizaram o Postgres à linguagem SQL. Este projeto recebeu o nome de Postgres95.

Em 1996, quando o projeto estava estável, o banco de dados recebeu o nome de PostgreSQL. No entanto, enquanto ainda possuía o nome Postgres95, o banco de dados teve várias mudanças. O seu código foi totalmente revisado e a linguagem SQL foi definida como padrão.

Tecnicamente falando, o PostgreSQL é um banco de dados relacional e orientado a objetos. Um de seus atrativos é possuir recursos comuns a banco de dados de grande porte, o que o deixa apto a trabalhar, inclusive, com operações de missão crítica. Além disso, trata-se de um banco de dados versátil, seguro, gratuito e de código aberto (disponível sob uma licença BSD).

ORACLE
ORACLE é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional produzido pela ORACLE Corporation de Belmont, Califórnia. A ORACLE Corporation também pública usa série de produtos voltados pra uso conjunto com o banco de dados. Os usuários cadastrados na ORACLE acessam a base de dados através de uma linguagem não procedural o SQL, que pode ser procedural quando integrado com PL formando PL/SQL. Esta integração fornece total integridade, segurança e compõe uma linguagem estruturada de bloco e uma linguagem com capacidade procedural. O ORACLE dispõe de uma gama variada de ferramentas que vão desde ferramentas de manipulação dos dados, de desenvolvimento e até para viabilizar comunicação com outras bases de dados.

DATAFLEX
Criado em 1981 pela software house americana DATA Access, o DATAFLEX foi criado inicialmente como um produto para a manipulação de arquivos de dados, com uma pequena linguagem de programação que permitia manipular as informações de forma prática e rápida. Atualmente, o DATAFLEX é uma ferramenta para desenvolvimento de aplicações que inclui um Sistema Gerenciador de Banco de Dados Relacional conbinado com uma línguagem de Quarta Geração Procedural e linguagem de Programação Orientada à Objetos. Como todo sistema gerenciador de banco de dados profissional, há dois modos de trabalharmos com o DATAFLEX. O primeiro modo é o interativo, normalmente utilizado por pessoas que não possuem muitos conhecimentos técnicos de manipulação de dados via programa, mas necessitam informatizar os seus dados em arquivos no computador, de modo que possam, por exemplo, alterá-los ou pesquisá-los posteriormente. Para pessoas com esse perfil, o DATAFLEX oferece ferramentas com telas interativas que permitem a criação de arquivos de dados, a entrada de dados neles e, obviamente, a sua pesquisa. Para programadores, o DATAFLEX oferece, além das ferramentas interativas, outras destinadas apenas ao desenvolvimento de sistemas e uma linguagem de programação de forma procedural.

ADABAS
Em 1971 a Software AG, com sede em Darnstadt (Alemanha) lança a primeira versão do ADABAS, conhecido como uma família de servidores e tecnologia que combina funcionalidade e gestão avançada de dados multiplataforma. O ADABAS é um avançado sistema para gerenciamento de banco de dados relacional (SGBDR), que requer o envolvimento mínimo do DBA e não necessita de reorganização do banco de dados. É o único SGBDR desenhado desde o início com capacidades de distribuição de dados transparentes e avançadas capacidades incorporadas, não adaptadas.

PROGRESS
PROGRESS é um completo Ambiente de Desenvolvimento de Aplicações baseado em componentes que oferece ferramentas de desenvolvimento e ambiente de produção para a construção, montagem e distribuição de sistemas de classe corporativa através de ambientes heterogêneos e cliente/servidor. A linha de produtos é composto pelo Ambiente visual de Desenvolvimento de Aplicações (PROGRESS ADE (Application Development Environment)), pela Arquitetura PROGRESS DataServer e pelo Sistema Gerenciador de Banco de Dados Relacional (SGBDR) PROGRESSPROGRESS oferece ferramentas de desenvolvimento integradas, para construir completamente, aplicações de classe corporativa formada por componentes altamente interativos. Equipes de desenvolvedores podem facilmente montar, compartilhar e reutilizar aplicações através de um grande conjunto de opções de plataformas, ambientes operacionais, configurações e interfaces de usuário, sem a necessidade de alterar a lógica de aplicação. Estas ferramentas oferecem tecnologia RAD (Rapid Application Development), enorme produtividade, consistência nas aplicações e menores custos de manutenção.

References:
Oscar Dalfovo, MAN - ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS BANCOS DE DADOS ADABAS, DATAFLEX, ORACLE E PROGRESS. http://campeche.inf.furb.br/siic/siego/docs/dalfovo__oscar__tirelli__aldiranalisec.pdf
[ADA95] ADABAS: Concepts and Facilities. Estados Unidos : Software AG of North America, 1995.
[CHU83] CHU, Shao Yong. Banco de Dados : organização, sistemas e administração. São Paulo: Atlas, 1983.
[DAT91] DATE, C.J. Introdução a sistemas de banco de dados. Rio de Janeiro : Campus, 1988.
[KER94] KERN, Vinicius Medina. Banco de dados relacionais teoria e prática de projeto. São Paulo : Érica, 1994.
[KOR95] KORTH, Henry F. , Silberschatz, Abraham. Sistema de banco de dados. 2. Ed. São Paulo : Makron Books, 1995.
[OLI95] OLIVEIRA, Gorki Starlin da costa. Dataflex 3.01b. São Paulo : Makron Books, 1995.
[ORA96] Grupo de Usuários Oracle Brasil. Encontro Nacinal dos Usuários Oracle, 1996. São Paulo : Esfera da Publicidade, 1996.
[PRO95] PROGRESS: Visão Geral de Produtos para Desenvolvimento Baseado em Componentes e Ambientes
Carlos Eduardo Santos Pires, Rilson Oscar Nascimento, Ana Carolina Salgado - Comparativo de Desempenho entre Bancos de Dados de Código Aberto - http://www.upf.br/erbd/download/15997.pdf
Gray, J. (1993). Database and Transaction Processing Performance Handbook. Chapter 1. Morgan Kaufmann Publishers.
GreatBridge Performance Comparison. (2000).
http://www.angelfire.com/country/aldev0/pgsql/GreatBridge.html, último acesso em 23/2/2006.
Hernández, P. e Gonzalo, J. (2002). Implementación en C del benchmark de transacciones distribuidas TPC-C", Bs.C Thesis. Escuela Universitaria Politécnica de Valladolid, Universidad de Valladolid, Spain.
Moran, B. (2003). The Devil's in the DeWitt clause.
http://www.windowsitpro.com/Article/ArticleID/38587/38587.html, último acesso em 23/2/2006.
MySQL. (2005). Performance Comparison by MySQL Group.
http://sunsite.mff.cuni.cz/MIRRORS/ftp.mysql.com/information/benchmarks.html, último acesso em 23/2/2006.
OSDB. The Open Source Database Benchmark. (2001). http://osdb.sourceforge.net/, último acesso em 23/2/2006.
OSDL. Open Source Development Labs – Database Test 2. (2002). http://www.osdl.org/, último acesso em 23/2/2006.
TPC. Transaction Processing Performance Council. (2001). http://www.tpc.org/, último acesso em 23/2/2006.
Turbyfill, C., Orji, C and Bitton, D. (1992). AS3AP: An ANSI SQL Standard Scalable and Portable Benchmark for Relational Database Systems. The Benchmark Handbook for Database and Transaction Processing, Chapter 4. Morgan Kaufmann.
Josh Hoskins - Free database comparison http://techrepublic.com.com/

 Tags: Database, MySQL, POSTGRESQL, ORACLE, DATAFLEX, ADABAS, PROGRESS, history

✔ VBA Brazil®

✔ VBA Brazil®
brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
diHITT - Notícias